terça-feira, 3 de julho de 2018

Quando todos julgam, ninguém é inocente

Troquei os nomes para não comprometer, mas a história é verídica.

Pedro (21) e Ana (18) conheceram-se no verão em Atlântida. Foi numa daquelas baladas que iniciam depois da meia noite e só terminam ao amanhecer. Ele se aproximou, ela não se afastou. Ele pegou sua mão, ela não retirou. Ele chegou mais perto, ela o beijou. Não se soltaram mais. Um só tinha olhos para o outro. Fizeram mil planos, realizaram quinhentos, refizeram duzentos, esqueceram os outros trezentos. Não importa, estavam felizes.

Um destes planos era uma viagem no mês de julho para Porto de Galinhas, Pernambuco. Queriam escapar do frio no inverno gaúcho. Economizaram, utilizaram pontos para comprar a passagem aérea, reservaram uma pousada perto do mar e partiram para uma lua de mel de quinze dias.

Foi a viagem dos sonhos, voltaram ainda mais apaixonados. Ficaram especialmente encantados com um passeio de jangada que percorria um mangue até chegar a um parque ecológico onde existe uma área de preservação de cavalos marinhos. Puderam observar e até mesmo tocar os pequenos animais.

Ficaram sabendo que cavalos marinhos só se relacionam sexualmente com um parceiro por toda a vida. Quando um dos dois morre, o outro se isola e fica solitário até morrer também. Além de escolherem um único parceiro, nessa espécie é o macho quem engravida, possuindo uma bolsa incubadora onde carrega os ovos depositados pela fêmea. Alguns estudos em cativeiro desmentem a fidelidade dos cavalos marinhos, mas isto também pouco importa.


Pedro e Ana adoraram os bichinhos e resolveram se tatuar homenageando os cavalos marinhos, perpetuando a viagem e celebrando seu amor eterno. Pedro pintou o macho em seu ombro esquerdo e Ana desenhou a fêmea no lado direito. Caminhariam e dormiriam sempre com Ana ao lado esquerdo, assim os cavalos marinhos estariam continuamente lado a lado.

Boas histórias são feitas de imprevistos, e o imprevisível aconteceu. Pedro e Ana que haviam jurado e tatuado amor eterno separaram-se, encontraram outros pares e seguiram suas vidas. Até aqui nenhuma novidade, situações assim acontecem todo dia. Agora é que vai começar a bela história.

Alguns verões mais tarde, Pedro e Laura (companheira atual) caminhavam mansamente pelas areias de Atlântida, quando cruzaram com Ana e Marcelo (companheiro atual). Educadamente cumprimentaram-se, trocaram algumas palavras, despediram-se.

A conversa não durou três minutos, tempo mais que suficiente para Laura perceber um cavalo marinho idêntico ao de Pedro no ombro de Ana. Aliás, Laura percebeu a tatuagem nos primeiros dez segundos, os outros dois e pouco minutos foram gastos contendo a raiva para não avançar em Pedro e Ana.

Laura estava indignada, enfurecida, mal conseguia falar. Considerou uma traição Pedro nunca ter comentado a existência de uma tatuagem igual no ombro de uma ex-namorada e exigiu que ele retirasse aquela mácula do corpo. Pedro tentou argumentar, mas nada a convencia. Laura não dormiria mais na mesma cama com aquela tatuagem, outrora angelical e meiga, agora diabólica e traiçoeira. Não houve alternativa. Depois de muitas discussões e desgaste, contra a vontade de Pedro, o pobre do cavalo marinho foi removido.

Pedro e Ana deveriam ter pensado melhor antes de fazer uma tatuagem gêmea em seus braços? Namorados erram ao marcar definitivamente o nome de seus pares em seus corpos?
Pedro falhou ao não contar para Laura que existia um cavalo marinho igual ao seu no ombro de uma ex-namorada?
Pode ser considerada traição omitir uma informação do passado afetivo?
Quem define a relevância do que deve ser dito ou silenciado?
Laura tem o direito de exigir a retirada da tatuagem?
Pedro deveria remover a tatuagem para agradar Laura?
O que você pensa a respeito?

Quando todos julgam, ninguém é inocente.

Quer saber o outro lado da história? Marcelo e Ana estão muito bem. Ana tem mais quatro tatuagens espalhadas pelo corpo, e Marcelo, que possuía um corpo imaculado, sentiu que faltava algo. Havia uma incompletude latente, uma busca permanente. Uma noite, enquanto observava Ana dormir a seu lado, encontrou a resposta. Bem cedo pela manhã, correu para uma oficina e pediu para tatuar um belo cavalo marinho em seu ombro esquerdo. Pronto, a busca estava encerrada, o casal estava completo novamente, o macho re-encontrara sua única e eterna fêmea. Cavalos marinhos fora do cativeiro são fiéis sim. E provavelmente inocentes, mas para Marcelo e Ana isto não tem a menor importância.

Quando ninguém julga, todos são inocentes.

.







.


26 comentários:

  1. Genial o trocadilho #quando todos julgam#quando ninguém julga#

    ResponderExcluir
  2. Os pobres cavalos marinhos pouco importam quando a pessoa ja tem na sua alma a dissimulação, a hipocrisia, a traição, a mentira. Dormir ao lado de alguém com a tatuagem do passado nada significa perto dos pensamentos. Passado todo mundo tem, tem passado que não passa fica guardado no coração. Mas caráter está em extinção. BIANCA.

    ResponderExcluir
  3. Vai entender porque ela nunca perguntou do tal cavalo marinho. Pouco interessada...nao ia durar...Acho que o Pedrão esta melhor sem ela.
    A demonstração de amor requer mais do que beijos, sexo e palavras. Sentir-se amado é sentir que a pessoa tem interesse real na sua vida -arnaldo jabor

    ResponderExcluir
  4. Viajei no seu artigo Dr.Ildo.Imaginei que o cavalo marinho do rapaz estaria repleto de arrependimento.Precisava pedir perdão por algo que teria feito.Algo terrível.Procurava Ana e nunca a encontrava.Agora encontrou.Apologize uma palavra em inglês que tem origem no Grego apologia ,justificativa ,explicação..O cavalo marinho da antiga namorada escutou .Em hebraico teshuvah demanda um julgamento,inventário dos seus erros e é preciso retornar.Ambos cavalos marinhos retornaram para o momento passado que tanto haviam se amado e se machucado.E conseguiram se perdoar.E um desejo de serem um de novo ..de serem de novo o casal único e para todo o sempre retomou em seus pequenos corações.Entretanto a namorado do rapaz arrependido sentiu em suas entranhas o amor e o arrependimento sentido por ele e seu coração se encheu de ódio ,seu sexo de espinhos e sua boca de sangue.Quanto ao outro casal exatamente como o autor contou ...acrescentou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você viajou mesmo!! Que confusão.

      Excluir
    2. Cavalos marinhos tatuados que se reencontram e precisam
      se falar.Viajei mesmo nessa magica confusão.

      Excluir
  5. Acredito que todos os amores nos deixam marcas que ficam tatuadas abaixo da pele. Algumas boas outras nem tanto.E assim vamos criando nossas defesas e surgem os medos. Até que chega alguém que dá um novo sentido ao amor. E as marcas dele você não vai querer esquecer. Sabe como ninguém onde e como.te tatuar. Vocês nunca mais serão os mesmos. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem assim. Infelizmente tudo tem começo, meio e fim. Acho que sou toda tatuada invisível aos olhos.

      Excluir
  6. Amei esta estória de amor total, esquecimento, tempo que passa e não perdoa, e reencontro.. principalmente o reencontro, resposta da vida que ri da gente fazendo planos

    ResponderExcluir
  7. Tatuagem
    João Bosco e Vinícius
    Quanto mais eu penso o tempo passa
    Mais aumenta essa vontade de estar com você
    Eu disfarço finjo estar contente
    Mas tá mais do que na cara que eu quero te ver

    De repente o que era brincadeira
    Mudou o brilho do meu olhar
    Nosso caso esta ficando sério
    Mistério bom pra desvendar

    Morrendo de saudade
    Eu pego telefone pra te ligar
    E te dizer o que eu sinto agora
    Não dá pra controlar

    Tá difícil sem o seu carinho
    Dá impressão que estou sozinho em plena multidão
    Gosto tanto quando escondidinho
    Voce vem me dar um beijo e eu pego a sua mão

    Justo eu que nunca imaginava
    Que um dia fosse me envolver
    Nessa história de amor
    Quem sofre sou eu e você

    Mas vê se dá um jeito
    Joga logo fora essa solidão
    Vem me mostrar o amor que está guardado
    Dentro do coração

    Ah coração, é saudade demais
    Me enfeitiçou, me deu tanto prazer
    Ah coração, tô sofrendo demais
    Só fico bem quando estou com você
    Gravei seu nome com as letras da paixão
    Fiz tatuagem de amor no coração

    ResponderExcluir
  8. Eu não curto muito tatuagens mas vai saber no momento da paixão, eram jovens!! Ohh mulher bem mala ficar implicando com uma tatuagem do passado. Como falaram anteriormente somos muito tatuados internamente! Fernanda

    ResponderExcluir
  9. Respondendo:
    Pedro e Ana deveriam ter pensado melhor antes de fazer uma tatuagem gêmea em seus braços?
    ERRARAM AO NÃO FAZEREM MAIS TATUAGENS
    Namorados erram ao marcar definitivamente o nome de seus pares em seus corpos?
    DEPENDE DO CASAL
    Pedro falhou ao não contar para Laura que existia um cavalo marinho igual ao seu no ombro de uma ex-namorada?
    SE NÃO CONTOU É PORQUE CONHECIA A FERA.
    Pode ser considerada traição omitir uma informação do passado afetivo?
    NÃO, MAS TEM MULHER QUE ACHA CABELO EM OVO.
    Quem define a relevância do que deve ser dito ou silenciado?
    GATO NÃO NAMORA PASSARINHO ( ACABA ENGOLINDO O BICHO SEM QUERER)
    Laura tem o direito de exigir a retirada da tatuagem?
    TEM O DIREITO DE PEGAR A MALA E PARTIR E LOGO
    Pedro deveria remover a tatuagem para agradar Laura?
    SO SE FOR UM BABACA, REMOVE ELA DA VIDA
    O que você pensa a respeito?
    A TATUAGEM FOI A SALVAÇÃO DO CARA
    SAULO

    ResponderExcluir
  10. E se Pedro tivesse contado a verdadeira história do cavalo marinho antes do reencontro teria sido diferente? Ela mandaria apagar de qualquer jeito. Só que antes. As pessoas são assim e não mudam. E ele teria saído fora do relacionamento antes. Não entendo porque o ser humano ainda acredita que as pessoas mudam. E que não repetem comportamentos. Pedro deve estar numa boa hoje. Muito bacana a estória me fez pensar Carlos

    ResponderExcluir
  11. Dr Ildo e suas estórias mirabolantes.

    ResponderExcluir
  12. Como é fácil detonar um relacionamento. O sentimento de posse e o ciúmes são as piores armas. Quando o casal se dá conta a vida já tomou outro rumo. Uma estrada sem retorno. Passei por uma situação semelhante era possessiva, ciumenta. Hoje vejo que mesmo se nos reencontrassemos ia ser uma porcaria. Perdeu o química, o brilho e o tempo passou. Brenda.

    ResponderExcluir
  13. A vida prega cada peça na gente!

    ResponderExcluir
  14. Eu e meu companheiro tatuamos a metade de um coração para cada um de nós. Mas ele começou a conversar e flertar com outro rapaz enquanto estava comigo. Descobri da pior maneira. Completei minha Tatuagem e mandei ele embora. Não me respeitou não me merecia. Ele vai trair de novo. Acho que me precipite em entregar meu corpo para tatuar. BRUNO

    ResponderExcluir
  15. Prezados leitores não foi bem assim...eu e Pedro nos tatuamos com cavalos marinhos. Conheci Marcelo na balada e rolou (ainda vivendo com Pedro que sempre foi muito aberto). A Laura era boa gente, foi vizinha do Pedro e morria de amores por eles e sabia de tudo (cavalos marinhos/ relacionamento aberto). Quando nos vimos acho que todos estavam em crise eles se separam, eu fiz outras tatus mas não sou fiel e tive outros amores e hoje tenho uma companheira que não está nem aí para as tatus. Obrigada Ildo por lembrar da nossa história mas rolou muita infelidade e confusão. Sua crônica ficou encantadora. Vou começar conta-la assim! Com glamour e romance. Uma hora vamos tomar um café. Tu és um sucesso! Ana
    Quanto a fidelidade daria uma Barsa( sem revelar nossas idades)

    ResponderExcluir
  16. Muito legal quando a ficção se mistura com a realidade e o leitor se incorpora ao personagem,o escritor atinge seu objetivo. Parabéns Dr Ildo! Mais uma vez atingiu o seu objetivo!

    ResponderExcluir
  17. Ficou muito bom mesmo!! Tb imaginei outros finais. Os dois se encontram na praia e descobrem que nunca deveriam ter se afastado. Eles só deram uma voltinha pela pista. E voltaram. Não havia motivo para se separarem. É sempre amor! Mas na vida real fecha o pau feio e não tem clima para voltar.Rsrsrs. Muito bom Sr. Ildo!! !

    ResponderExcluir
  18. O casal tatuou para eternizar o momento, acreditavam que era para sempre o amor pelo parceiro(a). Bonito entrar numa relação acreditando que encontrou a pessoa que sempre vai estar contigo para o que der e vier. Não uma paixão louca que acaba mas um amor constituído . Chega o momento que queremos alguém assim. Tão dificil nos dias de hoje. Bia

    ResponderExcluir
  19. A questão da fidelidade passa p muitos conceitos . Em certa época de minha vida tive alguém q fazia Absoluta questão de manter bem clara sua “ infidelidade”.E dizia q está nada tinha a ver com o amor que nutria por mim. E q apesar de não me ser fiel , era - me absolutamente leal . Mas no meu estupido e cego raciocínio fui absolutamente incapaz de perceber o qto especial era está pessoa. E hoje fico pensando q pessoas se separam p não perceberem esta sutil e fina diferença. Que pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem complicado aguentar alguém infiel mesmo sendo leal. Se vc tem princípios não tolera. Qdo os relacionamentos acabam temos a tendência de separar só as lembranças boas. Esquecemos o qto éramos infelizes.

      Excluir
    2. Conheci alguns fiéis bem desleais. Mas se diziam fiéis . No exercício da lógica e do ( meu) sentimento ainda prefiro os que são transparentes em sua forma de agir.

      Excluir
    3. Infiel
      Marília Mendonça

      Isso não é uma disputa
      eu não quero te provocar
      Descobri faz um ano e tô te procurando pra dizer
      Hoje a farsa vai acabar

      Hoje não tem hora de ir embora
      Hoje ele vai ficar
      No momento deve estar feliz
      E achando que ganhou
      Não perdi nada, acabei de me livrar

      Com certeza ele vai atrás
      Mas com outra intenção
      Tá sem casa, sem rumo
      E você é a única opção

      E agora será que aguenta
      A barra sozinha
      Se sabia de tudo
      Se vira a culpa não é minha

      O seu prêmio que não vale nada
      Estou te entregando
      Pus as malas lá fora e ele ainda saiu chorando
      Essa competição por amor só serviu pra me machucar
      Tá na sua mão
      Você agora vai cuidar, de um traidor
      Me faça esse favor

      Iêê
      Infiel
      Eu quero ver você morar num motel
      Estou te expulsando do meu coração
      Assuma as consequências dessa traição

      Iêêê
      Infiel
      Agora ela vai fazer o meu papel
      Daqui um tempo você vai se acostumar
      E ai vai ser a ela quem vai enganar

      Você não vai mudar
      aaaa

      O seu prêmio que não vale nada
      Estou te entregando
      Pus as malas lá fora e ele ainda saiu chorando
      Essa competição por amor só serviu pra me machucar
      Tá na sua mão
      Você agora vai cuidar, de um traidor
      Me faça esse favor

      Iêê
      Infiel
      Eu quero ver você morar num motel
      Estou te expulsando do meu coração
      Assuma as consequências dessa traição

      Iêêê
      Infiel
      Agora ela vai fazer o meu papel
      Daqui um tempo você vai se acostumar
      E ai vai ser a ela quem vai enganar


      Excluir