segunda-feira, 11 de outubro de 2021

Ela partiu, ele ficou

 

Ela era poesia, ele caneta

Ela era música, ele cantor

Ela era areia, ele caminhão

Ela era calor, ele cobertor

Ela era gol, ele chute

Ela era trilha, ele mapa

Ela era espumante, ele taça

Ela era praia, ele filtro solar

Ela era perfume, ele flor

Ela era luz, ele tomada

Ela era cama, ele colchão

Ela era mulher, ele pronome

Ela era cereja, ele bolo

Ela era amor, ele escritor

Ela murchou, ele não regou

Ela chorou, ele ignorou

Ela partiu, ele ficou

6 comentários:

  1. É porque no fim ela era muita areia pro caminhãozinho dele.

    ResponderExcluir
  2. Posso estar enganada, mas a primeira vista parece que ela era muita areia para o caminhãozinho dele, no entanto, pode ser que ele servisse o tempo todo de muleta para ela brilhar. Só que ela não se deu conta e ficou dependente da retaguarda protetora dele. Quando ele cansou, ela chorou, murchou e partiu. Ele ficou inteiro, ela não sei. É apenas uma outra versão para o belo conto.

    ResponderExcluir
  3. Não acredito em ser muita ou pouca areia. Quem quer sabe equilibrar a quantidade de areia, basta querer ou partir.

    ResponderExcluir
  4. Muitas das minhas lágrimas perderam se é nem foram percebidas nas águas do meu chuveiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chuva e chuveiro lavam a alma e as lágrimas ��.

      Excluir