terça-feira, 3 de abril de 2018

Quero me sentir aceita, bem vinda, livre



Tenho 50 anos, duas filhas, uma mãe velhinha, algumas rugas, três quilos acima do peso, dois procedimentos estéticos. Posso dizer que já passei por alguns relacionamentos. Chorei, sorri, apaixonei, namorei, amei, odiei, casei, separei, casei de novo, enviuvei, morei junto, morei separado, até relação homo afetiva já experimentei. Já fui ciumenta, possessiva, desconfiada, vingativa, curiosa, dependente, submissa. Em cada vinculo aprendi algo, hoje sei bem o que quero e o que esperar desta vida.

Quero acordar algumas manhãs e sonolenta, de olhos ainda fechados, conversar bobagens com ele por cinco minutos antes de sair da cama. Se der tempo, ainda podemos fazer amor, como se fosse a última e única vez.
Quero que ele saia com os amigos, tome cerveja, e na manhã seguinte, se estiver de ressaca, me chame, porque quer estar entre meus braços e contar que havia uma menina no bar que flertava com ele.
Quero voltar para casa depois de uma noitada com as amigas, receber um beijo, deitar com ele e usar suas pernas como travesseiro.
Quero rir com ele. Quero fazer planos juntos, mesmo que não os realizemos. Quero fazer coisas que não fiz com ninguém, e com ele sentir-me segura. Quero ser sua melhor amiga.
Quero ficar em silêncio a seu lado. Quero que ele me faça falar e depois fale dele. Quero ouvi-lo dizer que me ama, e, sobretudo, poder sentir e dizer o mesmo. Quero contar meus segredos e guardar os dele. Não quero ter assunto proibido. Quero me sentir aceita, bem vinda, livre. Quero fazer amor e depois dormir sentindo seu corpo no meu. Quero me sentir inteira e não metade. Quero que ele me queira como eu o quero.

Não tenho a ilusão de um amor eterno, o que não posso mais aceitar é sofrer por amor. Aliás, nem é preciso amor. Sei que vai parecer estranho, vou tentar explicar. A justificativa mais comum para um relacionamento afetuoso estável é o amor. Diz a sabedoria popular que se houver amor e for correspondido, nada pode dar errado. Acho isto muito superficial. Colocamos responsabilidade demasiada no amor, sentimento com milhares de definições, nenhuma completa e todas perfeitas para quem as estabelece.

Considero o amor como um sentimento e como tal, oscilará entre altos e baixos, tapas e beijos, bem querer e ódio. Existem amores incompetentes para a convivência, amores que se prometem eternos e não perduram, amores que aparentam fraqueza e com o passar do tempo se agigantam, amores frouxos, amores que cobram, amores doentios. Só sentir amor não basta para que a relação seja bem sucedida.

Relacionamento significa conexão, ligação, parceria, sintonia, confiança, dedicação, tempo, atenção, afeto. No meu caso, química também é determinante. Consegui alcançar tudo isto com ele. A convivência mostrou que somos tão inseguros e imperfeitos quanto qualquer ser humano.

Assim como já tive várias vidas nesta vida, ele também esteve com dezenas de mulheres, mas é comigo que agora quer ficar. Se preocupa quando chego tarde, quando estou triste, quando as coisas não estão dando certo. Nem sempre concorda, mas sempre escuta. Nem sempre estamos bem, mas não desistimos. Ele brinca dizendo que nunca pensou em divórcio, mas de vez em quando cogita um possível homicídio. Eu me divirto dizendo que ainda assim o amo, mas só por hoje. Por tudo isso, mesmo que ninguém entenda, que muitos não concordem, com ou sem amor, estamos juntos.


Nosso relacionamento funciona como um pacto, não de sangue nem de nada que se possa ver, ouvir ou tocar. Um comprometimento invisível, mas com força suficiente para sustentar aquilo que calorosamente chamamos de amor. As emoções podem ir e vir, a aliança da cumplicidade permanece. Um pacto de eternidade por aquele supostamente frágil, momentâneo e incerto “te amo hoje”. Nem todos sentimentos são permanentes. Nem todas relações são duradouras. Não sei como será a nossa. Talvez um dia nossos caminhos se separem, mas a relação será, para sempre, eterna. Aliás, já é.





32 comentários:

  1. Parabéns Dr Ildo. Um texto que aborda a relação com respeito, amor e confiança. A aliança da cumplicidade permanece. Muito bom. Adorei.

    ResponderExcluir
  2. Sejam felizes. E compartilho aqui um momento maravilhoso de alguém especial : belíssima música e letra de Marcus Viana q resume tão bem o momento q vcs estão vivendo. E ainda digo : bem aventurados os q amam e são ou foram felizes. Bem aventurados tb os que não foram; pq estes sabem q isto tb é passagem.
    https://youtu.be/ETV1p45WfW0.



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga, larga desta, música mais deprê.
      Curte!

      Marília Mendonça
      Como Faz com Ela

      Vai se preparando que eu não vou ter paciência
      Se acha que eu não sei o que aprontou na minha ausência
      Não vou deixar barato
      Não vou fingir que não vi
      Eu já fiquei sabendo
      De outras bocas por ai

      Do copo de cerveja
      Com delicadeza ofereceu pra aquela moça
      Sentar na sua mesa
      Não venha me dizer que foi só por educação
      Eu sei que ta querendo me levar na conversa
      Mas se você soubesse o que realmente me interessa

      É saber se você faz amor comigo como faz com ela!
      Se quando beija morde a boca dela
      Fala besteira no ouvido
      Como faz comigo
      Tudo o que eu preciso
      É saber se você faz amor comigo como faz com ela

      https://www.youtube.com/watch?v=JPWjJlNtE_w

      Excluir
    2. Escolheste uma musica muito bonita.

      A Miragem
      Ah, se pudéssemos contar as voltas que a vida dá
      Pra que a gente possa encontrar um grande amor.
      É como se pudéssemos contar todas estrelas do céu,
      Os grãos de areia desse mar, ainda assim...
      Pobre coração o dos apaixonados,
      Que cruzam o deserto em busca de um oásis, em flor
      Arriscando tudo por uma miragem,
      Pois sabem que há uma fonte oculta nas areias,
      Bem aventurados os que dela bebem,
      Porque para sempre serão consolados.
      Somente por amor a gente põe a mão
      No fogo da paixão, e deixa se queimar,
      Somente por amor,
      Movemos terra e céus,
      Rasgando os sete véus,
      Saltamos do abismo sem olhar pra trás,
      Somente por amor, e a vida se refaz...
      O tempestade vem,
      Me abraça e me devora,
      Em teu manto sagrado
      Bem aventurança, êxtase e gloria,
      Sementes de um amor,
      Areia e pó que o vento do deserto carregou,
      rasgando a solidão,
      Retornam os girassóis,
      No templo do amor,
      Um novo deus nasceu,
      E a morte não mais pra nós.

      Excluir
    3. Nem tive a pretensão “ deprê” .Mto menos saber como é c a outra. Fale sério ! Nem perderia meu tempo. Prefiro assim :
      “Mas ovelha negra me desgarrei
      O meu pastor não sabe que eu sei
      Da arma oculta na sua mão
      Meu profano amor eu prefiro assim
      Á nudez sem véus diante da santa-inquisição
      Ah, o tribunal não recordará
      Dos fugitivos de shangri-lá
      O tempo vence toda a ilusão”.

      Excluir
  3. Olha, analisando o texto eu não iria curtir o cara contar que flertou ou foi flertado por uma garota.
    Concordo o texto aborda a cumplicidade que é tão rara nos dias de hoje.
    Sinto que é um casal bacana. Mas que ele deve ter dado assunto para a moça deu sim. Marlova Cunha

    ResponderExcluir
  4. Interessante uma mulher assim: ciumenta, possessiva, desconfiada, vingativa, curiosa, dependente, submissa.E agora como ela se sente plena, dona de si ou vivendo o dia sem esperar muito. Mulher tipo boneca russa cabem muitas dentro de uma. Um perigo para relação, bonita só para enfeitar a sala.

    ResponderExcluir
  5. Na boa ia ficar esperta com o flerte. Ela uma mulher com tantas experiências , tantas vidas. Ia sacar na hora que a relação está a perigo. Daqui a pouco os caminhos se separam mesmo. Mulher precisa ficar ligada. Beatriz Ronder

    ResponderExcluir
  6. Uma relação bem gostosa, tenho a impressão que sentimentos como posse e ciúmes não rolam entre o casal. Um pacto do verdadeiro amor. Quase impossível hoje em dia. O ser humano anda com uma bagagem muito pesada. Não admite que o companheiro saia com os amigos, viajar então nem pensar e vice versa com a companheira. Esta troca fortifica a relação voltamos para casa com desejo da pessoa amada, vontade de devorar rsrsrs Minha opinião. Fabiane Marques

    ResponderExcluir
  7. Parabéns texto bem de acordo com a realidade atual. Mulheres que viveram várias experiências e ainda não se encontraram. A do texto parece que agora sim a vida tomou rumo. Excelente. Lídia

    ResponderExcluir
  8. O maravilhoso da vida é quando encontramos alguém que escutamos e nos escuta. Quando a conversa não acaba nunca.
    Rubem Alves: O que as pessoas mais desejam é alguém que as escute de maneira calma e tranquila. Em silêncio. Sem dar conselhos. Sem que digam: “Se eu fosse você…” A gente ama não é a pessoa que fala bonito. E a pessoa que escuta bonito. A fala só é bonita quando ela nasce de uma longa e silenciosa escuta. É na escuta que o amor começa. E é na não-escuta que ele termina.

    ResponderExcluir
  9. Essa é a história de uma menina e de um pássaro encantado que se apaixonaram. O pássaro voava para longe e voltava sempre, contando histórias de onde passou. Sofrendo com as constantes partidas do amado, a menina resolveu prendê-lo. Engaiolado, o pássaro mudou. Perdeu as cores nas asas; ficou sem canto. A menina também se entristeceu e acabou por abrir a gaiola. O pássaro agradeceu e partiu e ela passou a ver o mundo como um lugar encantado. Começou a se enfeitar e a se fazer bela, sempre à espera de um reencontro.
    A moral dessa história é sabedoria imprescindível aos amantes, apaixonados, casados e namorados; aos pais e aos filhos, aos avós, netos, amigos, patrões e empregados. Afinal, ela ilustra uma verdade defendida pelo escritor Rubem Alves: “Não há amor que resista a perda da liberdade. Se não houver liberdade, não existe possibilidade que o amor dure.”

    ResponderExcluir
  10. Dr Ildo consegue chegar na essência do relacionamento. PARABÉNS! Ana Laura

    ResponderExcluir
  11. Invejável a vida do casal. Fazer amor pela manhã, já ganho o dia. Usar minhas pernas de travesseiro bom demais e ainda me deixa flertar a noite Uma mulher como poucas. O cara devia casar com ela, com esta eu caso. De papel e cerimônia . Marcos Pacheco

    ResponderExcluir
  12. Quando um homem decide que é a mulher que ele quer ficar! E ela o ama profundamente. Deve ser o paraíso. Não vivi ainda isto. MARTA

    ResponderExcluir
  13. Relacionamento significa conexão, ligação, parceria, sintonia, confiança, dedicação, tempo, atenção, afeto. No meu caso, química também é determinante. Sr Ildo definiste tudo. Parabéns!

    ResponderExcluir
  14. Cada um deve ter sua própria filosofia de vida. Acredito que, o que outro viva, dificilmente será uma possibilidade viável para outro ser. E se essa representação de mundo é aceitável, é assim para ela. Existe milhões de outras maneiras de se perceber o mundo.

    ResponderExcluir
  15. Creio que a maioria das pessoas não tolera mais sofrer por amor. Eu já paguei todas as cotas agora quero acesso livre ao amor. Já sofri demais.

    ResponderExcluir
  16. "Não se apaixone por um homem que só fale de si mesmo, de seus problemas, sem preocupar-se com você… Enamore-se de um homem que se interesse por você, que conheça suas forças, suas ilusões, suas tristezas e que a ajude a superá-las.” Um grande homem .

    ResponderExcluir
  17. Sr Ildo. Muito bom o blog. O Sr chega na alma dos relacionamentos. Parabéns. Natália

    ResponderExcluir
  18. Não sou muito adepta ao "te amo hoje”, amo com intensidade. Hoje é muito pouco para mim. Quero mais do amor. Quero o eterno. Flávia Saldanha

    ResponderExcluir
  19. Alguns dias estou a pensar sobre o artigo. Sem dúvida um casal maduro, com experiência previas. Sorte que o destino os cruzou.

    ResponderExcluir
  20. As nuances do Amar! Fantástico! Parabéns.

    ResponderExcluir
  21. Complicado a vida a dois. Sair para flertar na night comigo não rolava.

    ResponderExcluir
  22. Ao analisar o texto percebo que a vida se repete. Já vive situações semelhantes. As pessoas precisam entender que precisamos viver bem. Acreditar na felicidade e no Amor. Ligia

    ResponderExcluir
  23. Um belo texto que aborda a relação a dois. Um casal maduro sim. Confiam um no outro compartilham a vida. Sensacional.

    ResponderExcluir
  24. Do ponto de vista feminino não acho legal o cara contar que a menina jovem flertou com ele, ainda por cima eu com os meus 56 anos. Ia ficar possessa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha se o cara conta tem problemas se não connta está escondendo o jogo. Feliz o que tem a mulher que confia em si própria e não perde tempo com ciúmes bobo. Ciúmes explode o relacionamento e o saco do cara.

      Excluir
  25. Sr Ildo artigo sensacional!

    ResponderExcluir
  26. Como definir uma relação? Cada casal que dá certo encontra a forma adequada de ajustar a vida em comum. Alguns precisam colar 24hs, outros cada um tem seu tempo e espaço físico. Difícil é encontrar a nossa metade que encaixe exatamente na vida que levamos
    O sufoco, o ciúme, o domínio do parceiro não cabe na minha vida. Outros preferem uma relação chiclete. BIA

    ResponderExcluir
  27. Sr Ildo teus textos são de uma beleza surreal. Tenho prazer em ler
    Alberto

    ResponderExcluir
  28. Amada, aceita, bem vinda e livre. Quarteto fantástico para a vida de qualquer mulher!

    ResponderExcluir