quinta-feira, 17 de maio de 2012

Fruir ou Fluir? Você decide.

Você sabe a diferença entre as palavras fluir e fruir? Fluir tem significado de escorrer, escoar, correr em estado liquido. Fruir é totalmente diferente, significa ter prazer, desfrutar, gozar, usufruir.

O champagne escorrendo pela garrafa está fluindo, o casal bebendo está fruindo.  Maratonistas, concertistas, bailarinos, amantes, poetas, cirurgiões, quando mergulhados em suas atividades, geralmente estão fruindo, ou seja, desligam-se dos problemas mundanos e são capazes de esquecer até mesmo de comer ou dormir, tamanho o prazer que desenvolvem. O processo de fruição não acontece somente com pessoas dotadas de talentos especiais. Enquanto consertamos o rádio quebrado, atendemos um cliente, lemos um livro, voltados verdadeiramente para a tarefa, estamos fruindo.

Se fruir é tão prazeroso, por que não continuamos neste estado indefinidamente? O que existe de melhor para fazer? Ficar fruindo por muito tempo faz mal? Pelo contrário, fruir desenvolve um estado de bem estar, euforia, regozijo, criatividade que leva as pessoas a esquecerem do tempo e das agruras da vida.

O que faz com que as pessoas deixem de fruir é o convencimento. O menino é obrigado a interromper a brincadeira porque precisa jantar ou fazer o tema de casa ou emprestar a bicicleta para o irmão menor, e só depois vai poder voltar a fruir de novo. O escritor não pode continuar escrevendo seu livro, porque precisa trabalhar como jornalista para sobreviver. A mãe suspendeu as aulas de piano porque os filhos pequenos exigiam atenção.  Alguma justificativa há de surgir para interromper a fruição. 

Casais, amizades, equipes, famílias, empregos também podem em algum momento, transitoriamente, deixar de fruir sem maiores prejuízos. Mais adiante retomam a jornada, muitas vezes fortalecidos. Em outros casos a interrupção é tão danosa que a fruição jamais retorna. Esta perda é tão grande, que alguns tentam compensá-la com exageros de quantidade. Comida, bebida, compras, exercícios, sexo...

Quanto você quer para deixar de fruir? A Sociedade pode lhe fornecer esta compensação, é só você deixar de fazer aquilo que gosta.  Cada dia você terá algo novo para ser consumido e cada vez será necessária uma quantidade maior para que você se satisfaça, chegando ao ponto de deixá-lo fatigado com tanto esforço e desgostoso com tudo que receberá em troca. É o que se chama de vazio por excesso.

Não existe garantia de felicidade, mas a maneira de tentar manter ou retomar a fruição passa por abandonar as compensações que nos impedem de chegar naquilo que realmente somos. Quando se está bem consigo mesmo, quase nada é preciso. Infelizmente vivemos em uma sociedade onde a maioria das pessoas deixa de fruir suas vidas e passa a fluir de acordo com a correnteza. Você sabe mesmo a diferença entre fruir e fluir?




7 comentários:

  1. Ok, mas acredito em equilibrio, vida sem agruras é vida sem aprendizagem. Não será?

    ResponderExcluir
  2. Não sei se por identitário, é um dos teus melhores textos. Reflete tua maturidade emocional sobre a acepção de felicidade. Parabéns. Maria Janice

    ResponderExcluir
  3. Ildo
    Além de aprender uma palavra nova, seu artigo me inspirou a pegar meu barco e fluir fruindo. Grande abraço

    ResponderExcluir
  4. Cada vez melhor. Continue assim.

    ResponderExcluir
  5. Vida estranha essa que nos faz deixar de lado aquilo que nos dá o verdadeiro prazer e felicidade... deixar fruir implica em auto-conhecimento, em reserva de espaço e uma certa dose de egoísmo! Obrigada por nos fazer lembrar da importância disso! Eda

    ResponderExcluir
  6. Companheiro de jornada, que bom ler seus importantes artigos, ademais fez fruir e até deixar seu nome em aula na Universidade Hebraica em Jerusalém. O Prof. Scolnicov que o diga.
    As confabulações de bastidores fez fruir aulas,a geologia e geografia de Israel de forma muito mais agradável. Um forte abraço. Francisco Baggio.

    ResponderExcluir
  7. Parabéns Dr.Ildo! Adoro teus textos.. fico no aguardo de um livro dos melhores! Grande beijo

    ResponderExcluir